Vanguarda e qualidade no ensino

Sólida formação pluralista enfatiza o conhecimento técnico e a análise no contexto histórico e social

Os economistas da Unicamp têm contribuído de forma decisiva, nas últimas décadas, para o debate nacional de um amplo leque de temas: a estabilização dos preços, as dificuldades da retomada do crescimento econômico, as relações internacionais e os efeitos da abertura comercial e financeira, a desigualdade social e o desemprego. Para lidar com questões tão complexas não bastam sólidos conhecimentos técnicos. Do economista de hoje se exige formação pluralista e capacidade de analisar os fenômenos econômicos no contexto histórico e social em que ocorrem, de forma a intervir nos rumos da economia e da sociedade. O desenvolvimento de habilidades capazes de proporcionar esse perfil ao futuro profissional é uma peculiaridade do curso de Economia da Unicamp. O curso estimula a capacidade de resolução de problemas e de tomada de decisões em uma realidade diversificada e em constante transformação, além da competência para adquirir novos conhecimentos. O incentivo a intercâmbios internacionais se insere nessa perspectiva. A estrutura curricular abrange três eixos: Teoria Econômica, História Econômica e Métodos Quantitativos. Ao final do curso, o estudante pode escolher disciplinas eletivas em áreas econômicas específicas, de acordo com sua preferência, como, por exemplo, economia agrícola, finanças, economia do trabalho, economia regional, economia de empresas, economia do meio ambiente, políticas públicas. No último ano, a apresentação de uma monografia é atividade obrigatória, fruto de um projeto de pesquisa acadêmica desenvolvido sob orientação de um professor. O estágio profissional não é obrigatório para a integralização do curso. As bolsas oferecidas aos alunos pelo Serviço de Apoio ao Estudante da Unicamp (SAE), Fapesp e CNPq, entre outras instituições, facilitam a multiplicação das atividades de iniciação científica no Instituto de Economia (IE). As pesquisas têm o propósito de possibilitar o entendimento das questões econômicas contemporâneas e explicar a realidade econômica do Brasil no contexto mundial. A moderna infraestrutura de salas de aula com recursos audiovisuais, o parque computacional com acesso à internet e a atualização da biblioteca viabilizam o desenvolvimento das atividades de ensino e pesquisa.

Curso conceito A

A qualidade do curso da Unicamp é consenso entre estudantes e entre os empresários e executivos, que têm o IE como referência para contratar profissionais. O curso recebeu conceito A em todos os anos em que foi avaliado pelo Ministério da Educação (MEC). O bacharel em Economia será um profissional preparado tanto para a pós-graduação quanto para o mercado de trabalho, e desempenhará atividades profissionais com sucesso em diferentes campos de atuação. As oportunidades de emprego abrangem variada gama de alternativas em instituições de pesquisa, bancos, empresas não financeiras, órgãos de administração pública e terceiro setor. Os economistas formados pela Unicamp têm apresentado interesse pela inserção imediata no mercado, mas é cada vez maior o número daqueles que seguem na pós-graduação. O mestrado e o doutorado constituem, atualmente, diferencial importante em um mercado cada vez mais competitivo e exigente.

A diferença entre o diurno e o noturno

Os cursos diurno e noturno diferem somente no tempo de integralização previsto: o curso diurno é integral, com aulas e atividades nos períodos da manhã e da tarde, e pode ser concluído em oito semestres. Já o curso noturno, em dez semestres. Tanto um quanto o outro oferecem a mesma qualidade de ensino, sendo as disciplinas ministradas e os docentes exatamente os mesmos.
 

Período: diurno em período integral
Vagas: 70 Relação candidatos/vaga: 1ª fase – 27,7 / 2ª fase – 6,2
Integralização: 8 semestres
Período: noturno Vagas: 35
Relação candidatos/vaga: 1ª fase – 21,9 / 2ª fase – 6,2
Integralização: 10 semestres
Unidade: IE – Instituto de Economia
www.eco.unicamp.br
grad@eco.unicamp.br
Tel: (19) 3521.5735

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável